Home | Livros | Zahar | O HOMEM NÃO EXISTE
CLIQUE PARA AMPLIAR

O HOMEM NÃO EXISTE

Masculinidade, desejo e ficção

Ligia Gonçalves Diniz

R$ 89,90

/ À vista

Apresentação

Inspirada na tradição ensaística de autoras como Susan Sontag, Virginie Despentes, Chris Kraus e Maggie Nelson, Ligia Gonçalves Diniz reflete sobre os variados aspectos da vida masculina. Ela parte de sua experiência como mulher -- mas também como teórica e leitora de literatura -- para explorar, pelas lentes da ficção, as figurações do que é ser um homem.

Frequentemente comprados juntos

Zahar

O homem não existe

Ligia Gonçalves Diniz

R$ 89,90

Companhia das Letras

Sobre literatura e história

Júlio Pimentel Pinto

R$ 99,90

Companhia das Letras

O último dos copistas

Marcílio França Castro

R$ 89,90

Preço total de

R$ 279,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Alfaguara

O Fim do Mundo e o impiedoso País das Maravilhas

Haruki Murakami

R$ 109,90

Alfaguara

O comprometido

Viet Thanh Nguyen

R$ 119,90

Companhia das Letras

Golpe de misericórdia

Dennis Lehane

R$ 99,90

Companhia das Letras

Noites de peste

Orhan Pamuk

R$ 169,90

Companhia das Letras

Literatura infantil

Alejandro Zambra

R$ 69,90

Quadrinhos na Cia

Pagar a terra

Joe Sacco

R$ 119,90

Companhia das Letras

Uma hora de fervor

Muriel Barbery

R$ 64,90

Penguin-Companhia

Zona e outros poemas

Guillaume Apollinaire

R$ 109,90

Zahar

A dívida impagável

Denise Ferreira da Silva

R$ 119,90

Ficha Técnica

Páginas: 416 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.505 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 14/05/2024
ISBN: 978-65-5979-167-5 Selo: Zahar Capa: Elisa von Randow Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Inspirada na tradição ensaística de autoras como Susan Sontag, Virginie Despentes, Chris Kraus e Maggie Nelson, Ligia Gonçalves Diniz reflete sobre os variados aspectos da vida masculina. Ela parte de sua experiência como mulher -- mas também como teórica e leitora de literatura -- para explorar, pelas lentes da ficção, as figurações do que é ser um homem.

Uma das coisas que só a ficção é capaz de nos proporcionar é a experiência de existir em um corpo que não é nosso e olhar o mundo a partir dele. Em O homem não existe, Ligia Gonçalves Diniz se propõe a esse exercício e abre um repertório de referências literárias e artísticas na tentativa não apenas de entender, mas de experimentar o papel de ser esse seu duplo.
Homero, Philip Roth, Tolstói, Maiakóvski, Ben Lerner, Montaigne, Paul Preciado e muitos outros nomes entram no rol de apreciações afetivas da autora. E é a partir da leitura de seus textos, sob uma ótica generosa e feminista, que ela se debruça sobre temas frequentes a respeito dos homens: a obsessão pelo pênis, a estetização da violência e da dor física, o fantasma ou a fantasia da guerra, o ímpeto ao movimento, a apreciação da força e da beleza e o ambíguo prazer sexual.
Recorrendo à psicanálise de Freud e Lacan, fazendo contrapontos a ela e convocando outras vozes femininas para sua análise -- como Luce Irigaray, Audre Lorde, Anne Carson e Amia Srinivasan --, Ligia oferece um retrato sincero e irônico, mas cheio de ternura, desses seres tão esquisitos.


"'O que quer uma mulher?' é uma das perguntas mais batidas da psicanálise, uma pergunta que pautou uma imensidão de produções culturais, discussões acadêmicas e conversas de bar. Penso que já passou da hora de nós, mulheres, revirarmos a situação e tomarmos para nós a tarefa de pensar o que querem os homens."


"Este livro abre espaço para que uma nova história da sexualidade seja contada. Não é pouco, convenhamos." -- Eliane Robert Moraes

Sobre o autor