Home | Livros | Companhia de Mesa | COMO COZINHAR UM LOBO
CLIQUE PARA AMPLIAR

COMO COZINHAR UM LOBO

M. F. K. Fisher
Tradução: Pedro Maia Soares

R$ 74,90

/ À vista

Apresentação

Uma das provas de que somos humanos, diz M.F.K. Fisher, é a nossa capacidade de aprender como viver melhor.

Frequentemente comprados juntos

Companhia de Mesa

Como cozinhar um lobo

M. F. K. Fisher

R$ 74,90

Companhia de Mesa

Brownies, cookies, tortas e afins

Editores do Food52

R$ 119,90

Companhia de Mesa

A química dos bolos

Joyce Galvão

R$ 149,90

Preço total de

R$ 344,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Todas as cosmicômicas (Edição ilustrada)

Italo Calvino

R$ 129,90

Alfaguara

Café Majestic

Stéfanie Sande

R$ 64,90

Zahar

Como os artistas veem o mundo

Will Gompertz

R$ 99,90

Suma

Canções de um sonhador morto & Escriba-sinistro

Thomas Ligotti

R$ 109,90

Companhia das Letras

A canção da célula

Siddhartha Mukherjee

R$ 104,90

Quadrinhos na Cia

Sobre a tirania (Edição em quadrinhos)

Timothy Snyder Nora Krug

R$ 99,90

Companhia das Letras

Todos os nossos ontens

Natalia Ginzburg

R$ 89,90

Companhia das Letras

Um alfabeto para gourmets

M. F. K. Fisher

R$ 46,00

Indisponível

Ficha Técnica

Páginas: 256 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.32 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 16/08/2023
ISBN: 978-65-8638-420-8 Selo: Companhia de Mesa Capa: Elisa von Randow Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Uma das provas de que somos humanos, diz M.F.K. Fisher, é a nossa capacidade de aprender como viver melhor.

Neste clássico da gastronomia publicado em 1942, a escritora norte-americana oferece um jeito de pensar a cozinha que ultrapassa as restrições impostas pelo racionamento dos anos da Segunda Guerra Mundial e justifica seu caráter altamente literário. Suas palavras e sensações nos conduzem a cozinhar de maneira inteligente e econômica, sem perder o humor e a diversão, driblando a monotonia e atiçando o prazer.
Ela dá conta, ainda, de transformar restos em aventuras gastronômicas e promover o maior deleite possível -- ideias potentes ainda hoje, quando falamos cada vez mais de comida sustentável.
Mais de oitenta anos depois, as dicas e os relatos escritos em tom leve e envolvente seguem relevantes, além de um saboroso exemplo de como falar sobre culinária mesmo sem fartura.

Sobre o autor