Home | Livros | Companhia das Letras | BIOY & BORGES
CLIQUE PARA AMPLIAR

BIOY & BORGES

Obra completa em colaboração

Adolfo Bioy Casares e Jorge Luis Borges
Tradução: Maria Paula Gurgel Ribeiro

R$ 149,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 74,95

Apresentação

Um acontecimento literário. A história de uma profunda amizade. Um diálogo vigoroso. Pela primeira vez num único volume tudo o que escreveram juntos dois dos autores latino-americanos mais influentes de todos os tempos.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Bioy & Borges

Adolfo Bioy Casares e Jorge Luis Borges

R$ 149,90

Companhia das Letras

A nova era do império

Kehinde Andrews

R$ 71,92

Companhia das Letras

Inverno

Karl Ove Knausgård

R$ 89,90

Preço total de

R$ 311,72

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Alfaguara

Café Majestic

Stéfanie Sande

R$ 64,90

Companhia das Letras

Todos os nossos ontens

Natalia Ginzburg

R$ 89,90

Companhia das Letras

Todas as cosmicômicas (Edição ilustrada)

Italo Calvino

R$ 129,90

Suma

Canções de um sonhador morto & Escriba-sinistro

Thomas Ligotti

R$ 109,90

Companhia das Letras

A canção da célula

Siddhartha Mukherjee

R$ 104,90

Companhia das Letras

As pequenas doenças da eternidade

Mia Couto

R$ 64,90

Companhia das Letras

Cinzas do Norte (Nova edição)

Milton Hatoum

R$ 79,90

Zahar

Como os artistas veem o mundo

Will Gompertz

R$ 99,90

Companhia de Mesa

Como cozinhar um lobo

M. F. K. Fisher

R$ 74,90

Ficha Técnica

Páginas: 536 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.815 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 21/08/2023
ISBN: 978-85-3593-495-3 Selo: Companhia das Letras Capa: Celso Longo e Daniel Trench Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um acontecimento literário. A história de uma profunda amizade. Um diálogo vigoroso. Pela primeira vez num único volume tudo o que escreveram juntos dois dos autores latino-americanos mais influentes de todos os tempos.

Este livro reúne todos os romances, contos, crônicas e textos esparsos que os argentinos Adolfo Bioy Casares e Jorge Luis Borges escreveram juntos durante meio século. É o registro da mais emblemática parceria da história da literatura e, sobretudo, a história de uma amizade intensa. Quando se conheceram, no início da década de 1930, Bioy tinha dezessete anos, e Borges, pouco mais de trinta. Borges conta que um dos principais acontecimentos de sua vida foi o início dessa relação. A partir de então, e por muito tempo, passaram a se encontrar quase que diariamente para discutir textos, inventar e aperfeiçoar personagens e tramas. Bioy escrevia e ambos debatiam o enredo, norteados por uma série de regras: oralidade triunfante, propostas alternadas, exigência mútua, direito permanente de veto, prioridade ao jogo e ao prazer. "Começamos a escrever", diz Borges, "de um jeito que não se parecia nem a Bioy nem a Borges. Criamos entre os dois um terceiro personagem que só existe quando estamos conversando".
Com posfácios de Davi Arrigucci Jr., Júlio Pimentel Pinto e Michel Lafon, este livro é uma ode à cumplicidade de dois dos autores mais extraordinários das letras mundiais. Uma obra-prima a ser descoberta e redescoberta.


"Ao se opor a meu gosto pelo patético, pelo sentencioso e pelo barroco, Bioy fez-me sentir que a discrição e o comedimento são mais convenientes. [...] Eu diria que Bioy foi me levando aos poucos ao classicismo." -- Jorge Luis Borges


"Toda colaboração com Borges equivalia a anos de trabalho. [...] Quando duas pessoas escrevem juntas e não são vaidosas o resultado é melhor do que quando trabalham separadas." -- Adolfo Bioy Casares


"A escrita de Borges e Bioy era grandiloquente e extravagante, e não a mera superposição da voz dos autores, mas sua transcendência, nascida de um elo misterioso que só existia no ato da colaboração." -- Michel Lafon e Benoît Peeters


"Eram o mesmo outro: um terceiro escritor, inassimilável tanto a um quanto a outro, profundamente excêntrico."  -- Alan Pauls

Sobre o autor