Home | Livros | Companhia das Letras | A CASA DO SILÊNCIO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

A CASA DO SILÊNCIO

Orhan Pamuk
Tradução: Eduardo Brandão

R$ 72,90

/ À vista

Apresentação

Segundo romance de Orhan Pamuk, A casa do silêncio narra um encontro de gerações numa Turquia em tumulto durante os anos da Guerra Fria.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

A casa do silêncio

Orhan Pamuk

R$ 72,90

Alfaguara

Conversa no catedral

Mario Vargas Llosa

R$ 79,90

Companhia das Letras

Neve

Orhan Pamuk

R$ 94,90

Preço total de

R$ 247,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Uma sensação estranha

Orhan Pamuk

R$ 94,90

Companhia das Letras

O museu da inocência

Orhan Pamuk

R$ 87,90

Indisponível

Companhia das Letras

Neve

Orhan Pamuk

R$ 94,90

Indisponível

Companhia de Bolso

Meu nome é vermelho

Orhan Pamuk

R$ 54,90

Companhia das Letras

O Castelo Branco

Orhan Pamuk

R$ 62,90

Companhia das Letras

O romancista ingênuo e o sentimental

Orhan Pamuk

R$ 52,90

Indisponível

Companhia das Letras

Istambul

Orhan Pamuk

R$ 87,90

Indisponível

Companhia das Letras

A maleta do meu pai

Orhan Pamuk

R$ 39,90

Indisponível

Companhia das Letras

O silêncio do algoz

François Bizot

R$ 57,90

Ficha Técnica

Título original: Sessiz ev (silent house) Páginas: 320 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.494 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 24/09/2013
ISBN: 978-85-3592-315-5 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Segundo romance de Orhan Pamuk, A casa do silêncio narra um encontro de gerações numa Turquia em tumulto durante os anos da Guerra Fria.

Numa mansão decadente de uma vila de pescadores na costa da Turquia, a viúva Fatma espera pela visita anual de seus netos: Faruk, um historiador disperso; sua irmã sensível e esquerdista, Nilgün; e Metin, um colegial deslumbrado que sonha conquistar o mesmo padrão de consumo de seus colegas abastados e ir morar nos Estados Unidos.
Acamada, Fatma é assistida pelo sempre solícito Recep, um anão - e filho ilegítimo de seu falecido marido. Ambos dividem memórias - e dores - do passado. Mas a chegada do sobrinho de Recep, Hasan, um inveterado nacionalista de direita, ameaça jogar a família no cataclismo político que emerge da longa batalha da Turquia em busca da modernidade.
Publicado pela primeira vez no início dos anos 1980, o romance reflete a turbulência política do país, governado entre 1980 e 1983 pelas Forças Armadas, e naquele momento peça decisiva no tabuleiro da Guerra Fria, tema que atravessa a narrativa de ponta a ponta.
Repleto de passagens comoventes, hilariantes e por vezes amedrontadoras, A casa do silêncio pulsa com o entusiasmo próprio de um trabalho de juventude, ao mesmo tempo em que traz provas evidentes do talento e maturidade que anos mais tarde seriam reconhecidos em todo o mundo e valeriam a Pamuk o prêmio Nobel.

Sobre o autor