Home | Livros | Companhia das Letras | TRÊS MULHERES DE TRÊS PPPÊS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

TRÊS MULHERES DE TRÊS PPPÊS

Paulo Emílio Sales Gomes

R$ 52,90

/ À vista

Apresentação

Reedição de clássico da literatura brasileira traz posfácio inédito do professor José Pasta.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Três mulheres de três pppês

Paulo Emílio Sales Gomes

R$ 52,90

Companhia das Letras

Formação do Brasil contemporâneo

Prado Jr., Caio

R$ 72,90

Companhia das Letras

Raízes do Brasil

Sérgio Buarque de Holanda

R$ 62,90

Preço total de

R$ 188,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

A estetização do mundo

Gilles Lipovetsky Jean Serroy

R$ 87,90

Indisponível

Penguin-Companhia

As ideias fora do lugar

Roberto Schwarz

R$ 37,90

Indisponível

Companhia das Letras

Sobre fotografia

Susan Sontag

R$ 72,90

Indisponível

Companhia das Letras

A noite do meu bem

Ruy Castro

R$ 82,90

Companhia das Letras

O novo Iluminismo

Steven Pinker

R$ 97,90

Companhia das Letras

Putas assassinas

Roberto Bolaño

R$ 59,90

Indisponível

Companhia das Letras

Brasil em tempo de cinema

Jean-Claude Bernardet

R$ 62,90

Ficha Técnica

Título original: Três mulheres de três pppês Páginas: 160 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.237 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 25/03/2015
ISBN: 978-85-3592-456-5 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Reedição de clássico da literatura brasileira traz posfácio inédito do professor José Pasta.

A exemplo do que ocorreu com as obras de Vinicius de Moraes, Paulo Mendes Campos, Erico Verissimo, Carlos Drummond de Andrade, Otto Lara Resende e Lygia Fagundes Telles, todos reeditados pela Companhia das Letras, a coleção Paulo Emílio traz programação visual atraente e moderna e prefácios e posfácios de autoria de críticos consagrados, além de outros aparatos editoriais que atualiza para o leitor de hoje, a força e a pertinência do autor. A curadoria da coleção Paulo Emílio Sales Gomes está a cargo de Carlos Augusto Calil, professor da Escola de Comunicações e Artes da USP, ex-aluno de Paulo Emílio e autor de diversos textos sobre o mestre. Deve-se a ele a organização dos volumes, a seleção dos textos críticos e a opção por dividi-los a partir de critérios temáticos. "O recorte temático garante legibilidade aos livros, aproxima o autor do público não familiarizado com sua obra", afirma Calil. Três mulheres de três PPPês é composto de três novelas - "Duas vezes com Helena", "Ermengarda com H" e "Duas vezes Ela" - que têm em comum o narrador Polydoro, uma figura abastada da elite paulistana. Em "Duas vezes com Helena", Polydoro, ainda jovem, é seduzido pela mulher de seu querido professor. Trinta anos mais tarde, o menino já maduro fica sabendo que Helena o seduzira a pedido do próprio marido. Em "Ermengarda com H", Polydoro, passados os quarenta anos, está envolvido numa guerra conjugal e faz o que pode para tornar insuportável a vida de sua mulher, na esperança de conseguir o divórcio. Em "Duas vezes Ela", já setentão, Polydoro registra num diário sua satisfação conjugal. Contra a vontade de parentes e sócios, ele casara com uma secretária chamada Ela, com idade para ser sua neta. Anos depois, começa a redação de um segundo diário, para entender as mudanças da mesma Ela, que agora quer o desquite. A sátira à classe alta paulistana, a prosa inventiva e bem-humorada, os delírios e as obsessões amalucadas se juntam neste clássico da literatura brasileira, herdeiro da mesma tradição de Graciliano Ramos, Oswald de Andrade e Machado de Assis.

Sobre o autor