Home | Livros | Companhia de Bolso | MINHA VIDA DE MENINA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

MINHA VIDA DE MENINA

Helena Morley

R$ 49,90

/ À vista

Apresentação

O diário de uma menina esperta descortina um painel sobre as transformações que aconteceram no Brasil na passagem para o século XX. Uma prosa deliciosa e cativante. Leitura obrigatória do vestibular da Fuvest.

Frequentemente comprados juntos

Companhia de Bolso

Minha vida de menina

Helena Morley

R$ 49,90

Companhia de Bolso

O Evangelho segundo Jesus Cristo

José Saramago

R$ 57,90

Companhia de Bolso

Cisnes selvagens

Jung Chang

R$ 57,90

Preço total de

R$ 165,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

A vida invisível de Eurídice Gusmão

Martha Batalha

R$ 57,90

Companhia de Bolso

Cem dias entre céu e mar

Amyr Klink

R$ 47,90

Indisponível

Companhia das Letras

A guerra não tem rosto de mulher

Svetlana Aleksiévitch

R$ 67,90

Companhia das Letras

Sobre o autoritarismo brasileiro

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 64,90

Companhia de Bolso

Caminhos cruzados

Erico Verissimo

R$ 44,90

Companhia das Letras

Antes do baile verde

Lygia Fagundes Telles

R$ 64,90

Indisponível

Companhia de Bolso

Terra sonâmbula

Mia Couto

R$ 47,90

Seguinte

O mundo de Sofia

Jostein Gaarder

R$ 74,90

Objetiva

Minha história

Michelle Obama

R$ 74,90

Companhia das Letras

Poemas escolhidos de Gregório de Matos

Gregório de Matos

R$ 59,90

Ficha Técnica

Título original: Minha vida de menina (edição de bolso) Páginas: 328 Formato: 12.50 X 18.00 cm Peso: 0.268 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 08/06/2016
ISBN: 978-85-3592-745-0 Selo: Companhia de Bolso Ilustração:

SOBRE O LIVRO

O diário de uma menina esperta descortina um painel sobre as transformações que aconteceram no Brasil na passagem para o século XX. Uma prosa deliciosa e cativante. Leitura obrigatória do vestibular da Fuvest.

Aclamado por escritores como Carlos Drummond de Andrade e João Guimarães Rosa, Minha vida de menina é o diário de uma garota de província do final do século XIX. Publicado pela primeira vez em 1942, antecipa a voga das histórias do cotidiano e dos relatos confessionais de adolescentes ao traçar um retrato bem-humorado da vida em Diamantina entre 1893 e 1895. Da estagnação econômica ao surgimento de inúmeras modalidades de trabalho entre a escravidão e o regime salarial, Helena Morley compõe um painel multicolorido, desabusado e inconformista de um momento histórico singular no Brasil. De lambuja, o leitor é apresentado às inquietações de uma jovem espevitada às vésperas de um novo século.

Sobre o autor