Home | Livros | Companhia das Letras | VERDADE TROPICAL (EDIÇÃO COMEMORATIVA)
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

VERDADE TROPICAL (EDIÇÃO COMEMORATIVA)

Caetano Veloso

R$ 87,90

/ À vista

Apresentação

Vinte anos depois do lançamento de Verdade tropical - precioso testemunho da vida cultural do Brasil na segunda metade do século XX, com especial atenção para o tropicalismo -, Caetano Veloso retorna ao livro em edição revista e ampliada.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Verdade tropical (Edição Comemorativa)

Caetano Veloso

R$ 87,90

Companhia das Letras

A queda do céu

Davi Kopenawa e Bruce Albert

R$ 82,32

Companhia das Letras

Grande sertão: veredas

João Guimarães Rosa

R$ 99,90

Preço total de

R$ 270,12

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Narciso em férias

Caetano Veloso

R$ 67,90

Companhia das Letras

Letra só / Sobre as letras (2 volumes)

Caetano Veloso

R$ 87,90

Companhia das Letras

Grande sertão: veredas

João Guimarães Rosa

R$ 99,90

Companhia das Letras

O mundo não é chato

Caetano Veloso

R$ 74,90

Indisponível

Companhia das Letras

Prólogo, ato, epílogo

Fernanda Montenegro

R$ 64,90

Companhia das Letras

A vida não é útil

Ailton Krenak

R$ 34,32

Companhia das Letras

Lima Barreto - Triste visionário

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 94,90

Ficha Técnica

Título original: Verdade tropical Páginas: 456 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.75 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 18/10/2017
ISBN: 978-85-3592-989-8 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Vinte anos depois do lançamento de Verdade tropical - precioso testemunho da vida cultural do Brasil na segunda metade do século XX, com especial atenção para o tropicalismo -, Caetano Veloso retorna ao livro em edição revista e ampliada.

Ao narrar sua formação cultural - que inclui música, cinema, artes plásticas, literatura e filosofia -, Caetano Veloso não se limita a escrever uma autobiografia. Nessa mistura de memórias, ensaio e História, tendo como eixo central a eclosão do tropicalismo em meio aos anos de chumbo, o autor esmiúça momentos decisivos da ditadura militar e os nomes com quem travou apaixonadas conversas. Partindo de Santo Amaro, na Bahia, onde leu Clarice Lispector, assistiu a "La strada", ouviu João Gilberto e teve sua primeira relação sexual, suas lembranças atravessam a adolescência, a prisão em 1968, o exílio em Londres e chegam ao fim da década de 1990 para compor um extraordinário panorama do Brasil.
A nova edição de "Verdade tropical", com projeto gráfico redesenhado, inclui texto inédito escrito especialmente para este volume. Em "Carmen Miranda não sabia sambar", Caetano pondera sobre as duas décadas que se passaram entre o lançamento do livro, em 1997, e hoje. Aos 75 anos, ele se debruça sobre sua trajetória musical - e também literária - para um acerto de contas com suas experiências pessoais, além de analisar assuntos relacionados à cultura, política e identidade do país. "Sou brasileiro e me tornei, mais ou menos involuntariamente, cantor e compositor de canções", ele escreve. "Fui um dos idealizadores e executores do projeto da Tropicália. Este livro é uma tentativa de narra e interpretar o que se passou."

Sobre o autor

Spotify

A playlist da edição comemorativa de 20 anos