Home | Livros | Penguin-Companhia | A DESOBEDIÊNCIA CIVIL
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

A DESOBEDIÊNCIA CIVIL

Henry David Thoreau
Tradução: José Geraldo Couto

R$ 39,90

/ À vista

Apresentação

Ao criticar corajosamente os excessos do American Way of Life nascente, o filósofo abolicionista Henry David Thoreau oferecia aos leitores não apenas uma possibilidade crítica, mas um exemplo vivo de resistência pacífica.

Frequentemente comprados juntos

Penguin-Companhia

A desobediência civil

Henry David Thoreau

R$ 39,90

Penguin-Companhia

A origem da desigualdade entre os homens

Jean-Jacques Rousseau

R$ 44,90

Penguin-Companhia

A mão invisível

Adam Smith

R$ 39,90

Preço total de

R$ 124,70

Adicionar ao carrinho
A origem da desigualdade entre os homens

Penguin-Companhia

A origem da desigualdade entre os homens

Jean-Jacques Rousseau

R$ 44,90

A mão invisível

Penguin-Companhia

A mão invisível

Adam Smith

R$ 39,90

O mal-estar na civilização

Penguin-Companhia

O mal-estar na civilização

Sigmund Freud

R$ 39,90

Sobre a brevidade da vida / Sobre a firmeza do sábio

Penguin-Companhia

Sobre a brevidade da vida / Sobre a firmeza do sábio

Sêneca

R$ 39,90

Manifesto Antropófago e outros textos

Penguin-Companhia

Manifesto Antropófago e outros textos

Oswald de Andrade

R$ 39,90

100 aforismos sobre o amor e a morte

Penguin-Companhia

100 aforismos sobre o amor e a morte

Friedrich Nietzsche

R$ 39,90

O Estado como obra de arte

Penguin-Companhia

O Estado como obra de arte

Jacob Burckhardt

R$ 39,90

Origens do totalitarismo

Companhia de Bolso

Origens do totalitarismo

Hannah Arendt

R$ 79,90

Os cristãos e a queda de Roma

Penguin-Companhia

Os cristãos e a queda de Roma

Edward Gibbon

R$ 39,90

Que é o abolicionismo?

Penguin-Companhia

Que é o abolicionismo?

Joaquim Nabuco

R$ 39,90

Ficha Técnica

Título original: Civil disobedience Páginas: 152 Formato: 13.00 X 20.00 cm Peso: 0.151 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 06/08/2012
ISBN: 978-85-6356-051-3 Selo: Penguin-Companhia Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Ao criticar corajosamente os excessos do American Way of Life nascente, o filósofo abolicionista Henry David Thoreau oferecia aos leitores não apenas uma possibilidade crítica, mas um exemplo vivo de resistência pacífica.

Uma das mais intrigantes personalidades do século XIX, Henry David Thoreau (1817-62) foi um homem de múltiplos interesses, mas era nas letras e na oratória que se manifestava sua verdadeira vocação: a de corajoso crítico do ideal americano de viver para o trabalho e para o consumo, o nascente American Way of Life. Um dos precursores do pensamento ecológico e da resistência pacífica, conquistou admiradores ilustres, como Tolstói, Martin Luther King e Mahatma Gandhi.
O alvo principal de suas análises era a formação da nação americana: calcado no sistema escravista e afeito às guerras, o país ia, aos poucos, aprofundando as bases políticas e sociais que, para Thoreau, eram contrárias justamente ao baluarte mais defendido: a liberdade individual. Opondo-se ao senso comum, que considera a obediência às leis e às normas sociais como súmula da moral, Thoreau defendia que o dever para com a própria consciência está acima do dever de um cidadão para com o Estado.
Formada por cinco textos, a edição traz, em sua abertura, aquele que dá nome ao livro: "A desobediência civil", de 1849, responsável por inserir o pensamento político de Thoreau na história mundial. O segundo ensaio, "Onde vivi, e para quê", foi extraído de seu livro Walden, em que retrata os anos em retiro numa floresta. Em "A escravidão em Massachusetts", Thoreau discursa contra a prisão do escravo fugitivo Anthony Burns. O quarto ensaio, "Caminhar", tem origem numa palestra em que o filósofo se mostra em perfeita comunhão com a natureza e consigo mesmo ao passear sem objetivo por bosques e florestas. Por fim, a "Vida sem princípios" é um apelo a outro modo de viver, distante da dedicação excessiva ao trabalho.

Sobre o autor