Home | Livros | Companhia de Bolso | NIKETCHE (EDIÇÃO DE BOLSO)
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

NIKETCHE (EDIÇÃO DE BOLSO)

Uma história de poligamia

Paulina Chiziane

R$ 47,90

/ À vista

Apresentação

Um dos romances moçambicanos mais renomados do século XX, agora em edição de bolso.
Da vencedora do Prêmio Camões 2021.

Frequentemente comprados juntos

Companhia de Bolso

Niketche (Edição de bolso)

Paulina Chiziane

R$ 47,90

Companhia das Letras

Seminário dos ratos

Lygia Fagundes Telles

R$ 67,90

Companhia das Letras

Terra sonâmbula

Mia Couto

R$ 64,90

Preço total de

R$ 180,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Sobre o autoritarismo brasileiro

Lilia Moritz Schwarcz

R$ 64,90

Companhia das Letras

A guerra não tem rosto de mulher

Svetlana Aleksiévitch

R$ 67,90

Companhia das Letras

Arrancados da terra

Lira Neto

R$ 94,90

Companhia das Letras

A palavra que resta

Stênio Gardel

R$ 62,90

Companhia das Letras

O som do rugido da onça - Vencedor Jabuti 2022

Micheliny Verunschk

R$ 67,90

Quadrinhos na Cia

A revolução dos bichos (Edição em quadrinhos)

George Orwell

R$ 74,90

Indisponível

Quadrinhos na Cia

Grande sertão: veredas (Edição em quadrinhos)

João Guimarães Rosa

R$ 99,90

Indisponível

Paralela

The Risk - Sucesso no TikTok

Elle Kennedy

R$ 47,92

Ficha Técnica

Páginas: 296 Formato: 12.50 X 18.00 cm Peso: 0.245 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 23/02/2021
ISBN: 978-65-5921-010-7 Selo: Companhia de Bolso Capa: Jeff Fisher Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um dos romances moçambicanos mais renomados do século XX, agora em edição de bolso.
Da vencedora do Prêmio Camões 2021.

Rami é uma esposa fiel e subserviente. Ela faz o que manda a tradição, mas nem assim consegue ser amada por Tony, com quem é casada há vinte anos. Certo dia, Rami descobre que o marido tem várias amantes -- e filhos -- por todo o Moçambique, e decide conhecê-las uma a uma. "Eu, Rami, sou a primeira-dama, a rainha mãe. [...] O nosso lar é um polígono de seis pontos. É polígamo. Um hexágono amoroso", diz. A partir desse encontro surpreendente, todas terão suas vidas completamente transformadas.
De origem humilde, Paulina Chiziane foi a primeira mulher moçambicana a publicar um romance -- apesar de não se considerar romancista, mas uma contadora de histórias. Em Niketche, ela mistura bom humor, consciência social e lirismo para traçar um vigoroso painel da condição feminina e da sociedade de seu país.

Sobre o autor