Home | Livros | Companhia das Letras | O INFORME DE BRODIE
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O INFORME DE BRODIE

Jorge Luis Borges
Tradução: Arrigucci Jr., Davi

R$ 49,90

/ À vista

Apresentação

Neste livro de contos, publicado pela primeira vez em 1970, o que mais chama a atenção é o domínio da narrativa, cuja forma breve e despojada se apóia em lacônicos detalhes de composição de grande poder sugestivo.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

O informe de Brodie

Jorge Luis Borges

R$ 49,90

Companhia das Letras

O livro de areia

Jorge Luis Borges

R$ 54,90

Companhia das Letras

O livro dos seres imaginários

Jorge Luis Borges

R$ 62,90

Preço total de

R$ 167,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

História universal da infâmia (1935)

Jorge Luis Borges

R$ 52,90

Companhia das Letras

História da eternidade

Jorge Luis Borges

R$ 54,90

Companhia das Letras

Nove ensaios dantescos & a memória de Shakespeare

Jorge Luis Borges

R$ 49,90

Companhia das Letras

O livro dos seres imaginários

Jorge Luis Borges

R$ 62,90

Indisponível

Companhia das Letras

O Martín Fierro, Para as seis cordas & Evaristo Carriego

Jorge Luis Borges

R$ 67,90

Companhia das Letras

Prólogos com um prólogo de prólogos

Jorge Luis Borges

R$ 62,90

Companhia das Letras

Nova antologia pessoal

Jorge Luis Borges

R$ 67,90

Ficha Técnica

Título original: El informe de brodie Páginas: 96 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.158 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 26/08/2008
ISBN: 978-85-3591-295-1 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Neste livro de contos, publicado pela primeira vez em 1970, o que mais chama a atenção é o domínio da narrativa, cuja forma breve e despojada se apóia em lacônicos detalhes de composição de grande poder sugestivo.

Este livro de contos, publicado pela primeira vez em 1970, começa por um delicioso prólogo em que um narrador experiente justifica, com alguma ironia, seu modo de contar histórias diretas, realistas e aparentemente simples, pela imitação da arte do jovem Kipling. Na verdade, desde "A intrusa", obra-prima de concisão e complexidade, até o conto final que dá nome ao conjunto, passando pelo admirável "O Evangelho segundo São Marcos", o que mais chama a atenção é o domínio da narrativa, cuja forma breve e despojada depende de lacônicos detalhes de composição de grande poder sugestivo. O duelo de facas ou de mentes pode não ser apenas o motivo central de muitas das histórias, mas o móvel da tensão interna que nos mantém presos à trama e nos desperta para um emaranhado de mais longo alcance. É assim que uma fresta fantástica visita às vezes alguns dos relatos, demonstrando que, mesmo nos resumos drásticos de fatos triviais, a imaginação é capaz de ampliar os limites do conhecimento e criar o desconcerto, para o prazer do leitor.

Sobre o autor