CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

R$ 47,90

/ À vista

Apresentação

A história de Olga Benario, judia e comunista, companheira de Luís Carlos Prestes. Grávida, foi entregue pelo governo de Getúlio Vargas à polícia secreta alemã e acabou assassinada nos campos de concentração nazistas.

Frequentemente comprados juntos

Companhia de Bolso

Olga

Fernando Morais

R$ 47,90

Edição Econômica

Chatô

Fernando Morais

R$ 67,90

Companhia das Letras

Marighella

Mário Magalhães

R$ 92,90

Preço total de

R$ 208,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Olga (Nova edição)

Fernando Morais

R$ 74,90

Companhia de Bolso

Origens do totalitarismo

Hannah Arendt

R$ 64,90

Companhia de Bolso

Homens em tempos sombrios

Hannah Arendt

R$ 52,90

Indisponível

Companhia das Letras

Corações sujos

Fernando Morais

R$ 57,90

Indisponível

Companhia das Letras

Os últimos soldados da guerra fria

Fernando Morais

R$ 67,90

Companhia de Bolso

Tudo que é sólido desmancha no ar

Marshall Berman

R$ 54,90

Companhia de Bolso

Capitães da areia

Jorge Amado

R$ 49,90

Indisponível

Objetiva

Maria Bonita

Adriana Negreiros

R$ 59,90

Ficha Técnica

Título original: Olga (edição de bolso) Páginas: 328 Formato: 12.50 X 18.00 cm Peso: 0.282 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 21/05/2008
ISBN: 978-85-3591-225-8 Selo: Companhia de Bolso Ilustração:

SOBRE O LIVRO

A história de Olga Benario, judia e comunista, companheira de Luís Carlos Prestes. Grávida, foi entregue pelo governo de Getúlio Vargas à polícia secreta alemã e acabou assassinada nos campos de concentração nazistas.

"Nos últimos anos, poucas obras alcançaram no Brasil sucesso tão estrondoso quanto esta biografia de Olga Benario Prestes. Jornalista renomado, Fernando Morais revelou-se também um pesquisador competente e escritor dotado de sensibilidade e talento. Com simplicidade, sabedoria e grandeza, ele soube recriar um drama profundamente humano de nossa época. Entre a guerra desencadeada pelo nazismo e a miséria de uma ditadura latino-americana (com seus crimes característicos), Fernando Morais delineou a figura quase lendária de uma mulher que sempre empunhou o estandarte de ideais generosos.
Este é um livro que conta a vida e a morte, que fala da beleza e da ignomínia - um livro verdadeiramente inesquecível." - Jorge Amado

Sobre o autor