Home | Livros | Companhia das Letras | AMERICANAH (EDIÇÃO COMEMORATIVA DE 10 ANOS)
CLIQUE PARA AMPLIAR

AMERICANAH (EDIÇÃO COMEMORATIVA DE 10 ANOS)

Chimamanda Ngozi Adichie
Tradução: Julia Romeu

R$ 129,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 64,95

Apresentação

Depois de dez anos da primeira publicação no Brasil, o best-seller internacional de Chimamanda Ngozi Adichie ganha edição comemorativa limitada, com introdução inédita da autora. Bem-humorado, sagaz e implacável, conjugando o melhor dos grandes romances e da crítica social, Americanah é um épico da contemporaneidade.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Americanah (Edição comemorativa de 10 anos)

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 129,90

Companhia das Letras

Comporte-se

Robert M. Sapolsky

R$ 139,90

Zahar

Os condenados da terra

Frantz Fanon

R$ 69,90

Preço total de

R$ 339,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Da próxima vez, o fogo

James Baldwin

R$ 69,90

Zahar

O Ocidente

Naoíse Mac Sweeney

R$ 119,90

Companhia das Letras

Vento em setembro

Tony Bellotto

R$ 94,90

Companhia das Letras

Caixa-preta: Escrevendo a raça

Henry Louis Gates Jr.

R$ 84,90

Penguin-Companhia

Novelas exemplares

Miguel de Cervantes

R$ 89,90

Companhia das Letras

Ritmo humanegrítico

Cuti

R$ 89,90

Companhia das Letras

Domingos Sodré, um sacerdote africano (Edição revista e ampliada)

João José Reis

R$ 124,90

Ficha Técnica

Páginas: 520 Formato: 16.40 X 23.60 cm Peso: 0.926 kg Acabamento: Livro capa dura Lançamento: 10/07/2024
ISBN: 978-85-3593-753-4 Selo: Companhia das Letras Capa: Claudia Espínola de Carvalho Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Depois de dez anos da primeira publicação no Brasil, o best-seller internacional de Chimamanda Ngozi Adichie ganha edição comemorativa limitada, com introdução inédita da autora. Bem-humorado, sagaz e implacável, conjugando o melhor dos grandes romances e da crítica social, Americanah é um épico da contemporaneidade.

"Ser negra na América era me sentir atropelada pelo peso da História e dos estereótipos, saber que a raça sempre era uma razão, causa ou explicação possível para as grandes e pequenas interações que compõem nossas frágeis vidas", é o que diz Chimamanda Ngozi Adichie na introdução a esta edição de Americanah.
Lançado pela primeira vez no Brasil em 2014, o livro logo se destacou com a comovente história de Ifemelu e Obinze, dois jovens apaixonados que, em busca de um futuro melhor fora da Nigéria, tomam rumos diferentes: ela parte para os Estados Unidos, onde, apesar do seu sucesso social e acadêmico, é forçada a lidar pela primeira vez com o que significa ser negra naquele país; ele se muda para a Inglaterra, mas diante de uma série de problemas é deportado e volta para Lagos, onde se casa e conquista a desejada estabilidade social.
Uma das mais importantes autoras nigerianas do século XXI, Chimamanda Ngozi Adichie parte de uma história de amor arrebatadora para debater questões prementes e universais como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero.


"Um épico intergeracional que confirma a virtuosidade de Adichie, sua empatia sem limites e a acuidade de sua crítica social." -- Dave Eggers

Sobre o autor